Reprodução

A paternidade gera um monte de questionamentos. Será que você vai ser aquele cara que só aparece no fim do dia, exausto do trabalho e sem paciência para lidar com o filho? Ou vai ser aquele motherfuck companheiro tipo Will Smith em À Procura da Felicidade?

Durante a gestação você, automaticamente, faz um regressão a sua infância tentando reavivar a relação que teve com seu pai. Se foi boa, parabéns, meio caminho andado. Se foi traumática, é hora de você procurar uma ajuda especializada para não reproduzir as mesmas cagadas na nova  empreitada.

Acredito que é neste momento que você começa a esboçar a ideia de que tipo de pai vai querer ser para seu filho.

Reprodução

A boa (e grande) notícia que posso te dar é que filho não é miojo. Até a concepção do bebê, você tem um bom tempo para despertar seus sentimentos e aprender a conviver com toda ansiedade, esperanças e expectativas para esta nova fase da vida.

Como ouvi por aí: Você não vira um pai da noite para o dia, se transforma em um ao longo do tempo.

A própria transformação do bebê no ventre materno faz as coisas avançarem de maneira gradual. Enquanto a mulher está se transformando em mãe, o homem caminha para ser pai (é claro que em uma velocidade completamente diferente). Se tiverem juntos (que é a situação mais favorável ao pequeno), o casal prepara para se tornar uma família.

Posso garantir para você: esta experiência vai marcar todos os envolvidos, pelo resto da vida.

Mas, não se preocupe (por hora). Ninguém nasce preparado para o contato com um ser tão inteligente e vibrante quanto uma criança (que você facilmente pode desconfiar que ele tenha origem alienígena).

Reprodução

Como ser inferior que você é, muitas vezes você vai se pegar falando com o feto ainda na barriga, que nem bobo achando que ele vai entender o que você está dizendo.

Não vai. Mas não importa! Apenas continue a dizer e demostrar carinho. Quem sabe o pagamento não é um chute ainda na barriga?

O mais importante é que você acaba de ser convocado para a profissão mais duradoura na sua vida: a paternidade. Apesar de não te dar férias para o resto da sua existência e nem te fazer aposentar mais cedo por insalubridade, o pagamento que você ganha em troca não há investimento mais rentável.

Lembre-se: a gestação é o melhor momento para responder este chamado. Não hesite em aceitá-lo!

Saiba que você pode criar um vínculo profundo e recompensador com seu filho, antes mesmo dele nascer.

(7 Semana)

Comentários