licenca-paternidade-2

Enquanto por aqui muitas pessoas torcem o nariz para pais que ganham 20 dias (o normal são 5 dias úteis) as mães que tiram até 6 meses de licença maternidade para cuidar dos seus filhos, sabia que na Suécia o casal tem direito a 480 dias de licença somados?

Achou um absurdo? O que um cara vai fazer tanto dia assim em casa, só cuidando dos filhos? Isso mesmo e, pelo visto, o resultado final é muito gratificante, tanto para o pai quanto para o desenvolvimento da criança.

Uma prova disso é um ensaio chamado Swedish Dads, que o fotógrafo Johan Bävman realizou com pais que encararam a licença paternidade e que ainda receberam um subsídio do estado.

Quando tem um filho na Suécia, o casal tem direito a 480 dias, sendo que 60 dias devem ser utilizados pelo homem. Poucos prolongam o tempo de dois meses e apenas 12% dos pais suecos compartilham os 480 dias de licença parental igualmente com suas parceiras.

“Eu comecei este projeto quando estava em casa com meu filho. Então eu tive a idéia de que eu queria documentar os pais durante a licença dos pais, para ouvir por que eles queriam estar em casa com seus filhos e o que eles esperavam aprender com ele”, aponta Johan Bävman.

Johan Ekengård, 38, desenvolvedor de produtos

johan-ekengard

Johan Ekengård e sua parceira compartilham a licença parental igualmente para seus filhos Ebbe, 7, Tyra, 5, e Stina, 1. Ambos levaram nove meses de licença com cada criança.

“A perda financeira tomando licença parental vale cada centavo. Eu ganhei confiança como um pai para meus filhos, compreendi melhor a minha parceira, e tenho laços mais fortes com meus filhos que, como eu vejo, são muito importantes para o seu crescimento. “- Johan Ekengård

Urban North, 32, consultor de infraestrutura

urban-north

Urban North está em licença por 10 meses com seu filho Holger

“Minha esposa e eu tentamos ser o mais iguais possíveis em nossa vida cotidiana. Nosso filho Holger estava livre de fraldas na idade de 4 meses e que estou muito orgulhoso de hoje. Meu dia consiste em cozinhar e brincar com meu filho. “- Urban North.

Loui Kuhlau, 28, artista

loui-kuhlau

Loui Kuhlau está em licença por um ano com seu filho Elling.

“Nunca houve qualquer discussão sobre quem deveria ficar em casa com Elling. Era óbvio para a minha companheira e eu que dividiríamos a licença parental igualmente. Se eu não tivesse a oportunidade de estar em casa com nosso filho por quase um ano, eu provavelmente não teria conhecido quem ele é como uma pessoa e quais são suas necessidades. Mesmo que seja um trabalho de tempo integral, tenho dificuldade em entender porque você não gostaria de estar em casa com seu filho. “- Loui Kuhlau

Samad Kohigoltapeh, 32, engenheiro civil

samad-kohigoltapeh

Samad Kohigoltapeh está em licença conjunta para os primeiros quatro meses, e depois disso vai passar seis meses sozinho com seus gêmeos Parisa e Leia, que têm uma semana de idade.

“Quando você decide trazer dois novos indivíduos para este mundo, você também tem que assumir a responsabilidade de levantá-los ao longo de suas vidas. Eu acho que é importante para eles ter um pai presente no início de suas vidas. “- Samad Kohigoltapeh

Ola Larsson, 41, comprador

ola-larsson

Ele está atualmente em licença com seu filho Gustav por oito meses

“O estado precisa se tornar melhor em fornecer informações sobre as vantagens que a licença parental dá a ambos os pais. É um verdadeiro presente ser autorizado a criar fortes laços emocionais com seu filho. Você tem que experimentar licença parental para entender o que você perde. “- Ola Larsson.

Tjeerd van Waijenburg, 34, desenvolvedor de produtos

tjeerd-van-waijenburg

Tjeerd van Waijenburg está em licença com seu filho Tim há 1 ano e 4 meses.

“Meu trabalho me encorajou a tirar um tempo para ficar com Tim, o que é bom. Estou pensando em reduzir a minha semana de trabalho quando voltar, a fim de passar mais tempo com ele durante seus primeiros anos. É uma vergonha que mais pais não vejam as vantagens do sistema igualitário promovido pelo Estado sueco. “- Tjeerd van Waijenburg

Andreas Bergström, 39, agente de condicional

andreas-bergstrom

Andreas Bergström está em casa desde que seu filho mais novo, Sam, nasceu. Ele está prestes a iniciar seis meses de licença parental, e estava anteriormente em licença por doença devido a complicações da sua parceira com o parto e a saúde do seu filho mais velho.

“Nossos filhos têm tanta confiança em mim como na minha companheira. É importante para mim que eu também seja capaz de confortar meus filhos. Desde que minha parceira ficou doente devido a complicações no parto, eu tive que assumir a parte de educação durante o período imediatamente após o nascimento. Como resultado, eu tenho uma ligação direta com Sam através da mamadeira. “- Andreas Bergström.

Michael Winblad, 35, microempresário

michael-winblad

Michael Winblad está de licença a tempo parcial por 9 meses com seus filhos Matisse, 2 anos, e Vivianne, 5 meses.

“Eu luto para conseguir um bom relacionamento com meus filhos. Portanto, a licença parental no início é importante para mim e tenho tido a sorte de ter uma esposa que possa me cobrir quando eu tiver que trabalhar. “- Michael Winblad

Martin Gagner, 35, administrador

martin-gagner
Martin Gagner está em licença parental há cerca de seis meses com Matilda, 4 anos, e Valdemar.

“Sinto-me culpada por não ter estado em casa com Matilda tanto quanto sou agora com Valdemar. Preocupa-me que meu relacionamento com ela seja mais fraco no futuro desde que eu trabalhei durante o começo de sua vida e eu penso que como um pai, é importante participar desde o começo. “- Martin Gagner

Jonas Feldt, 31, administrador

jonas-feldt

Jonas Feldt está atualmente em licença parental por um ano da filha Siri. Ele estava anteriormente em licença por nove meses com sua filha Lovis, que agora tem 3 anos de idade.

“Foi uma chamada de atenção para ler sobre uma pesquisa que fala que a maioria das crianças vão para a mãe quando elas estão chateadas, procurando conforto ou simplesmente precisando de alguém para conversar. Depois procura um irmão, em seguida, alguém na escola, e depois de todos eles, aparece o pai. Eu quero que meus filhos se sintam tão seguros comigo quanto com sua mãe, e esse vínculo é algo que eu construirei durante minha licença parental. Eu não quero apenas ser o pai divertido. “- Jonas Feldt

 

Fonte: BuzzFeed