trabalhou-o-dia-inteiro

Pai de uma recém-nascida, o catarinense Jair Cidral aproveitou o mês de férias que acompanhou de perto a intensa rotina de cuidados com o bebê, para fazer um relato e aproveitando a ocasião para mandar um recado aos papais que não costumam participar muito dessa fase.

O post logo viralizou nas redes sociais, com mais de 650 mil compartilhamentos, além de quase 100 mil comentários, tratando sobre como é duro os primeiros cuidados do bebê. “Foram dias de muito trabalho. Correr atrás de documentos, fazer o teste do pezinho, ir ao mercado dezenas de vezes.”, relatou sobre suas tarefas com a primeira filha do casal.

Além disso, ele teve que assumir os serviços domésticos enquanto sua mulher, Monalisa Cidral, pudesse se dedicar ao restabelecimento do parto e cuidados com o bebê.

Segundo ele, só se deu conta de que seu dia no trabalho era mais leve quando voltou de férias. Ele afirma que a experiência mudou a maneira dele pensar e, para ajudar aqueles pais que não passaram pelo mesmo, resolveu usar seu relato para conscientizar os maridões que usam a expressão ‘trabalhei o dia inteiro’ como desculpa para não ajudar as esposas em casa.

Confira o post na íntegra:

trabalhou-o-dia-inteiro-2

TRABALHEI O DIA INTEIRO!!!

Tive o privilégio de ficar 30 dias em casa depois que a Duda nasceu. Foram dias de muito trabalho. Correr atrás de documentos, fazer o teste do pezinho, ir ao mercado dezenas de vezes. E quando estava em casa, ainda tinha roupa pra lavar, casa pra limpar, comida pra fazer… e quando não estava fazendo “nada”, cuidava da minha filha, trocava fraldas, dava banho nela… Enquanto isso minha esposa podia cuidar de si, ir ao banheiro, tomar um bom banho, lavar o cabelo, comer algo, dormir um pouco…

Isso quando a Dona DUDA não fazia o show da madrugada, com jogos de adivinhações (será cólica, fome, insônia…)

Enfim…

Volto ao trabalho em breve e percebo que a minha vida no trabalho é mais “leve” que a vida de uma Dona de Casa com um recém nascido.
Então você Maridão, que chega em casa e diz pra sua esposa que fica difícil ajudar por que TRABALHOU O DIA INTEIRO, pense um pouquinho mais em quem realmente trabalhou durante todo o dia e que provavelmente vai virar a noite.

Mães, vocês tem o meu mais profundo respeito. DEUS AS ABENÇOE!!!

No momento em que publico este texto estou passando pela mesma experiência de Jair, com a diferença de ter a minha sogra auxiliando os primeiros dias de vida do meu filho. Posso falar que, ainda assim, é uma fase bem tensa e que exige muitos cuidados e atenções para o pequeno.

A mulher, que acabou de passar por uma cirurgia e ainda está  se restabelecendo fisicamente, passa por uma situação nova que precisa se adaptar, que é a rotina do filho. Descobrir o que ele quer, o que ele tem, se tem dor, enfim, uma infinidade de variáveis enquanto ainda tem todos os cuidados da casa de lado.

Como a maioria dos homens não tem o mesmo tempo de licença que as mulheres, entendo a falta de consciência neste momento. Mas, peço, tente ter mais empatia e preocupação maior com as tarefas de casa, cuide da sua mulher, divida (na medida do possível) os cuidados com o bebê.

Isso vai ajudar, e muito, a aumentar a confiança da sua mulher, dar mais forças para ela encarar esta empreitada. Além de fortalecer os laços e os sentimentos entre o casal.