Perguntas para você usar no lugar de broncas para ensinar seu filho

Você já ouvi falar em Disciplina Positiva? Ela é uma linha da psicologia que tem como pilares o ensinamento através do respeito e gentileza, sem punição, castigo ou recompensa.

Esta filosofia apresenta o caminho da meio entre o autoritarismo e a permissividade. O objetivo principal é saber como falar com a criança sem chantagem e de forma firme e empática.

Usando essa linha de pensamento, a psicóloga norte-americana Jane Nelsen criou três perguntas básicas para fazer ao pequeno em um momento de tensão.

Estes questionamentos ajudam a acalmar a criança e leva a um aprendizado mais gentil. Se liga!

1. “Eu não vou te ouvir enquanto você estiver gritando. Vou ali e, quando você se acalmar, a gente conversa de novo”.

 Perguntas para você usar no lugar de broncas para ensinar seu filho

No momento em que a criança estiver nervosa ou fazendo birra, a melhor coisa que você pode fazer é dar um tempo para ela lidar com a frustração.

Isso pode não dar certo na primeira vez, mas, com o tempo, o pequeno vai perceber que a atitude explosiva ou choro não vai encontrar uma plateia para assistir e nem pessoas para dar aquilo que ele quer.

2. “Eu entendo que você está com raiva. Se fosse comigo, eu também ficaria”.

Essa frase, que sinaliza um sentimento de respeito e compartilhamento da frustração, pode ser um bom começo de diálogo para situações de conflito, como quando outra criança pega o brinquedo do seu filho ou este precisa devolver algo que não é dele.

Na sequência, mostre um caminho diferente para solução do problema, como: “Mesmo assim, você não pode machucar o coleguinha. Que tal pedir o brinquedo com respeito?”

3. “Podemos fazer de outro jeito”

 Perguntas para você usar no lugar de broncas para ensinar seu filho

Imagine agora durante a refeição. Seu pequeno não quer comer. Ao invés de forçar a situação, que tal levantar alternativas para que ele se alimente, mas não da forma como você propôs?

Pode ser: “Que tal a gente comer sentado, no meio dos seus brinquedos?”, vale colocar músicas para cantar junto enquanto se alimentam ou mesmo deixar um brinquedinho que ele curte disponível para entreter durante a refeição.

 

 

Comentários