O casal Jeremy e Jessica Martin-Weber têm uma família bem numerosa: são seis filhos nascidos e mais um bebê que está a caminho.

A parte mais curiosa, por assim dizer, é que são todas as meninas, incluindo o mais novo membro. E, como é comum na nossa sociedade, desde que o casal esperava pela sua segunda filha, há 17 anos, as pessoas começavam a fazer comentários maldosos e sem noção sobre não ter um filho menino.

Mas, o pior aconteceu quando eles anunciaram nas redes sociais o sexo do mais novo bebê. Logo, surgiu uma avalanche de comentários sexistas e que machucou profundamente os pais. “O pior que disseram era que o papai ia fugir, porque ele era superado em número por tantas garotas”, disse Jessica. Outros comentários maldosos incluíram coisas como “Espero que tenham um garoto da próxima vez”, “Os meninos são muito mais fáceis do que as meninas”, “É horrível que não haja um filho para levar adiante o nome do pai” ou “Eu me sinto mal por esse pai, com todas essas meninas”.

Apesar da mãe saber que as pessoas não têm intenção de serem rudes ou maldosas propositalmente, os comentários acabam afetando a família e, principalmente às filhas.

Para tentar conscientizar o pessoal, Jessica resolveu postar um texto de alerta no seu Facebook, junto com uma foto em que todo os membros da família exibem nas mãos os cromossomos que definem o sexo de cada um (XX para mulheres e XY para o homem). Confira:

Nós decidimos compartilhar nossos cromossomos, incluindo o de Lucky, porque atingimos um ponto crítico de pessoas que fazem comentários insensíveis sobre nossa família, “que precisa de um menino”. Embora saibamos que as pessoas não fazem por mal, nossas filhas estão desgastadas, frustradas e feridas pela pressão constante de que, de alguma forma, devemos ficar desapontados por não ter uma criança com um pênis na família. Da nossa mais nova (5 anos) até a mais velha (18 anos), essas conversas estão ofuscando o entusiasmo de ter uma nova pessoa se juntando à nossa família. Decidimos fazer a revelação agora para termos algumas semanas para nos concentrarmos no próximo nascimento e para que essa questão tenha fim. Estamos muito entusiasmados com a nossa família! Na verdade, já sabemos o sexo há algum tempo e ficamos felizes que essa nova pessoa irá se juntar à nossa família. O sexo de Lucky é apenas uma pequena informação sobre quem ela é. É algo que nos dá um vislumbre de sua personalidade, mas não é um fator determinante de sua personalidade, interesses e quem ela poderá ser quando crescer. Agora, estamos nos concentrando em preparar o local do parto, lavar as roupinhas dela e promover a nossa conexão familiar, inclusive com Lucky.

Para terem uma ideia do que nossas filhas ouvem: disseram para uma das mais velhas que nós, seus pais, esperávamos ansiosamente ter um menino, porque merecíamos uma pausa, já que os meninos são muito mais fáceis do que as meninas. Um amigo de trabalho do Jeremy o chamou de “pobre coitado” na frente de todas as nossas filhas, quando ele soube que esperávamos outra menina. Isso levou uma de nossas filhas a pedir desculpa a seu pai por ela não ser um menino.

Na semana passada, um colega de classe de uma de nossas filhas disse que esperava que o novo bebê fosse um irmão, porque as irmãs pequenas são irritantes. Esta é apenas uma pequena amostra. Ouvimos muito, muito mais, pior. Talvez soe inofensivo para você.

Mas nós escolhemos tornar público que nossas filhas se sentem feridas por tais declarações. Sabemos que alguns pensam que somos dramáticos ou excessivamente sensíveis, mas depois de ouvir coisas como essas há 17 anos, estamos cansados. Sim, nós ensinamos nossas filhas que essas pessoas são rudes e insensíveis. Estamos trabalhando para que essas palavras não as impactem. Se você acha que estamos sendo ridículos, tudo bem. Eu realmente não me importo. Deixe de seguir nossa página, nos bloqueie, vá em frente. Então, aqui está um pouco de informação sobre Lucky. Também sentimos que, se fossemos compartilhar os cromossomos de Lucky, todos nós teríamos que estar dispostos a compartilhar os nossos também.

Comentários