Pais se comportam diferente na criação de filhas e filhos

Será que pais ainda se relacionam de forma diferente com seus filhos e filhas? Um estudo realizado pela Universidade Emory, nos EUA, afirma que sim.

A pesquisa encontrou diferenças significativas na forma como os pais se comportam com suas filhas bebês, em comparação com os que têm filhos bebês.

Para chegar ao resultado, os especialistas monitoraram 48 horas de interação entre 52 pais e seus filhos em um ambiente real, combinando dados do comportamento com exames cerebrais dos pais voluntários.

Após a análise, os resultados apontaram que os pais passaram 60% mais tempo respondendo atentamente a suas filhas do que seus filhos, manifestando presença cinco vezes mais, por meio de assobios e musiquinhas.

Pais se comportam diferente na criação de filhas e filhos

Outro ponto interessante observado é que para as pequenas, usaram mais as palavras associadas à tristeza, como “chorar”, “lágrimas” e “sozinha”.

Segundo o estudo, isso pode ajudar as meninas a desenvolverem mais empatia.

Além do mais, os pais das meninas também usaram mais palavras ligadas ao corpo, como “barriga”, “bochecha”, “rosto”, “gordura” e “pés”.

Agora quando se tratava de pais de meninos, as brincadeiras eram mais “duronas”, somado ao uso de palavras relacionadas à conquista e poder, como “orgulhoso”, “vencer” ou “melhor”.

Pais se comportam diferente na criação de filhas e filhos

Jennifer Mascaro, pesquisadora principal da Emory University, atentou para as diferenças na criação, levantando uma preocupação.

“É importante reconhecer o fato de que os pais podem estar menos atentos às necessidades emocionais dos meninos, apesar de suas melhores intenções. Mas validar emoções é bom para todos, não apenas às meninas”.

Ou seja, pode até ser natural que muito das meninas, por terem um comportamento mais delicado, peça um jeito de brincar diferente do que um menino. Mas, é importante apresentar para o sexo masculino, desde pequeno, a necessidade de compartilhar e vivenciar emoções.

Comentários