Mães aos 33 anos podem chegar aso 95 anos

Com o desenvolvimento do mercado de trabalho feminino, muitas mulheres estão adiando o planejamento da gravidez para depois dos 30 anos para ganhar certa estabilidade profissional na carreira. Um estudo recente, feito na Boston University School of Medicine, publicada na revista “Menopause”, apontou que essa gravidez mais ‘tardia’ oferece trazer mais anos de vida para as mulheres.

A pesquisa revelou que aquelas que têm filhos depois dos 33 anos sem tratamento de fertilidade têm maiores chances de viveram até os 95 anos do que as mulheres que engravidaram do último filho antes dos 30.

Isso acontece porque os mesmos genes que permitem às mulheres ter filhos naturalmente em idades mais avançadas são os responsáveis por uma maior longevidade.

Mães aos 33 anos podem chegar aso 95 anos

Para chegar a conclusão, o estudo usou dados do “Long Life Family Study”, um estudo genético realizado com 551 famílias com vários membros que viveram até idades avançadas, 95 anos ou mais. Os estudiosos determinaram que as mulheres que tiveram o último filho depois dos 33 anos tinham até duas vezes mais chances de viver até os 95 anos ou mais se comparadas ás mulheres que engravidaram do último filho aos 29 anos.

“Os genes que permitem às mulheres ter filhos naturalmente numa idade mais avançada são os mesmos que têm um papel muito importante no retardar do envelhecimento e o risco de doenças relacionadas com a idade, como as doenças de coração, acidentes vasculares cerebrais e diabetes”, justificou Thomas Perls, especialista em geriatria e um dos responsáveis pelo estudo.

Vale lembrar no Brasil, a maioria das mulheres ainda têm filhos entre entre 20 e os 29 anos. Apesar disso, está rolando uma porcentagem crescente de gestações que acontecem depois dos 30 anos e a tendência é que esse número cresça ainda mais. O Censo realizado em 2010 mostra que quase 30% da população feminina tem filhos depois dos 30.

Comentários